quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

Papai Noel Existe!

Não, eu não sou uma maluca infantil que ainda acredita em Papai Noel, mas ainda acredito no Espírito Natalino.


Criação da Figura Natalina
Minha hipótese é que a criação do Papai Noel foi criada entre um diálogo entre pai e filho, mais ou menos assim:


-Pai, quem que vai dar meus presentes?
-O papai... - o pai brinca com a criatividade - NOEL!
-Papai Noel?
-Sim, Noel de "Natal".
-Como ele é?
O pai pensa, digamos, natalino e bem americano:
-Ele é um velhinho, Gordo, de Barba Branca, usa Roupas Vermelhas, Gorro vermelho, Botas... - pensou ele um figurino que possa tampar todo o corpo do pai para o filho não desconfiar.
-Da onde ele é?
-Pólo Norte! - pensou ele, um lugar bem longe para o filho não precisar passar pela casa dele um dia.
-Como ele vem, de tão longe?
-Hmm... Ele tem um... - o pai olha através da janela com moldura de neve - Trenó!
-Mas quem vai puxá-lo?
-Ahmm... - o pai comaça a raciocinar: "Trenó; cachorros... Não. Pobre Cachorrinhos..." - DE RENA!
-Não acha que ele vai demorar muito pra chegar até aqui?
-Sim, filho. É por isso que as Renas voam! - raciocinou o pai, comparando com a velocidade dos aviões.
-Como, pai? Renas não tem asas!
-É a magia do Natal!
-Ah! E quando ele vai chegar?
-Não sei. Ele ainda tem que entregar os presentes das outras crianças, então vai demorar um pouco. Nunca se sabe!
-Quando ele chegar, como ele vai entrar? Ele não tem a chave de casa!
-Ele entra pelo...pelo... - o pai observa a casa - Pela Chaminé!
-Mas ele não é gordo? Como é que ele...
-Ele dá um jeitinho.
-Como ele vai saber o presente que eu quero?
-É só fazer uma cartinha pra ele. Mas você pode me contar que eu mando pro Papai Noel ainda hoje mesmo!
(...)
-Aposto que ele vai estar com fome depois do trabalho. Vou colocar uns biscoitos e um copo de leite na mesa!
-Claro. Depois você vai dormir!
-De jeito nenhum! Eu quero ver o Papai Noel chegar!!
"Fudeu!" pensou o pai, "Como vou arranjar uma roupa vermelha, botas e barba vermelha? Os olhos do menino vão cair até lá! ". Ele deu um jeito! Arranjou até algodão pra encrementar na roupa, pra dizer que ele veio da neve. O menino caiu no sono.
E o "Papai Noel" colocou o presente debaixo da árvore - onde estavam todos os outros presentes -, comeu os biscoitos - pra dizer: "passei por aqui" - e fingiu ir embora - pelas portas dos fundos, claro. O menino acordou logo e flagrou as botas do Papai Noel saindo.
No dia seguinte, o filho ficou pulando de alegria pelo presente desejado, saiu para contar para seus amigos e assim a história foi passando, de boca à boca, de gerações à gerações. Graças ao seu próprio "PAPAI".


Espírito de Natal
Depois da figura do Papai Noel ser criada, todos os pais começaram a se vestir assim para não acabar com a esperança de seus filhos. Ao descobrir que o Papai noel é, na verdade, seu Pai, acaba-se com aquele sonho infantil. E os filhos vão crescendo e amadurecendo com isso, e todo Natal não significa o mesmo sem aquela esperança.


Quando seu irmãozinho, ou priminho, ou qualquer criança vier até você e dizer: "Papai Noel não existe", diga que existe sim e prove:


Se existisse apenas UM Papai Noel, ele teria que ser - digamos: FODA! - ágil (entregar todos os presentes de todas as crianças de todo o mundo, teria que ser o Super-Homem!). Todos os pais que amam seus filhos, dão o sacrifício de se vestir todo ano daquele jeito só pra entregar o presente desejado pelo filho. Aqueles que não se vestem assim, dão o presente desejado mesmo assim - e pra isso que serve os Papais Noeis do shopping, da rua, etc. que com certeza são pais que querem batalhar pelo seu dinheiro pra comprar o presente desejado para filho.
Existe o Papai Noel das crianças carentes: Aqueles que fazem de tudo para dar os presentes que elas querem ou apenas botar um sorriso naquele rosto.
Existe o Papai sem Noel: Aquele 'desconhecido' que te dá o presente desejado.
O verdadeiro Papai Noel foi criado da imaginação de alguém, mas a verdadeira compaixão, carinho, solidariedade, existe - chamado: Espírito de Natal.
Papai Noel está em todo o canto, para retribuir o Espírito Natalino ao mundo.
Existe o Bom Velhinho dentro de todos nós. É como uma campanha: Se destribuir para cada um, e o mesmo distribuir para outro - e assim vai - o mundo inteiro receberá o Espírito de Natal.



Noite de Natal
O Espírito de Natal é para toda a família reunida, ou até amigos ou desconhecidos; em volta da mesa cheia de comida, compartilhando risos e alegrias.
É a noite em que as histórias de Papai Noel são contadas.
É a noite em que as crianças recebem o presente desejado.
É a noite em que alguém faz o bem para o outro.
É a noite em que o sorriso está presente em todos.
É a noite da paz, da alegria, do respeito e do amor.



Hoje, na véspera de Natal, espero que há um "Papai Noel" dentro de você para compartilhar o amor ao próximo. Não seja egoísta e não pense que o Natal é apenas um dia de consumo ao mercado, mas pense que os humanos são materialistas e que um simples presente possa o fazer muito feliz - principalmente se for do gosto dela. Pense também que isso voltará para você.
Pense que, quem sabe, possamos espalhar o Espírito de Natal e ter uma noite perfeita, como aqueles que sonhamos em ter um dia.
Pense que há alguém, que um dia você possa considerá-lo, precisando da sua ajuda. Se comova como nos filmes de drama e pense também que eles possam ter um final feliz.
Pense que o mundo não é feito de solidão, que o próximo existe para você não passar o Natal sozinho.


Fugindo dos pensamentos, apenas peço para que você faça UM FAVOR: Dê vida ao Natal!

FELIZ NATAL à todos!

domingo, 29 de novembro de 2009

Mais Desgraça não faz MENOR diferença!

7:15 - Acordei com o pé esquerdo. Pais reclamando da lerdisse do outro, arrumando as malas de ultima hora, correndo de um lado pro outro...
O Voo era das 11h e 10min.
Na viagem para Aeroporto de Guarulhos, aquele silêncio. Nem minhas piadas animava o clima...
9h - Chegamos 10min atrasado como previsto e chegamos na fila do check-in e despachar as malas. Passei pela alfândega e detector de metais tranquilo, mas chegando na checagem do passaporte:
-Ela é de menor?
-Sim.
-Tem que ter a autorização da mãe.
Meu pai esqueceu desse pequeno detalhe! Pediram pra fazer na hora, lá na delegacia do aeroporto mesmo. CORREMOS procurar minha mãe e pra delegacia. Mais azar: "Não fazemos mais autorização, desde Abril." Então os funcionários deviam ficar sabendo disso 7 meses atrás! "Os cartórios estão fechados hoje, mas ainda tem a Vara de Infância e Juvenil, mas só em casos de emergência". Mais 15min ajudando a criar um álibi: "Meu pai foi pro exterior à trabalho e não pode fazer uma autorização para eu viajar sozinha, então minha mãe veio se responsabilizar."
Então meu pai foi, minha mala também - nela tinha até minha apostila e caderno, porque eu ia fazer prova sustitutiva logo que eu voltar de viagem, porque eu ia perder duas durante a viagem.
E lá foi minha mãe e eu pra São Paulo procurar a tal Vara de Infência e Juvenil. Pra piorar: TRÂNSITO. Piorar mais ainda: O VOO PARTIU. Mais azar: NÃO PERMITIRAM A AUTORIZAÇÃO (porque não "sou" uma emergência). Mais azar ainda: PEDIRAM PRA FAZER AUTORIZAÇÃO SÓ NA MINHA CIDADE (1h de distância dali). Pronto! Não viajo mais no dia seguinte.
Voltamos para o aeroporto para remarcar a viagem para Terça (1/12), e Segunda (30/11) fazerei a autorização, já que Domingo não fica aberto. Pagamento do motorista: R$150.

11:50 - Na loja da TAM, uma fila de menos de 7m (equivalente apenas UMA VOLTA)... 1h depois... 2 horas depois...
-Remarcar passagem pro dia 1/12, terça-feira. Primeiro voo, por favor!
"FINALMENTE!", pensei. Não, me engano. 30min depois (só pra remarcar a passagem) - fico pensando: Ou o computador da TAM é lerdo, ou culpa da net, ou seria a incopetencia do funcionario. - logo que ela concluiu, pensei de novo: "agora sim: FINALMENTE!". Não (de novo)
-Espere naquela fila do caixa - apontou - A moça vai chamar pelo nome.
MAIS AZAR?! Qualquer desgraça a mais pra mim não vai fazer menor diferença!
Mais de 2 pessoas reclamaram e xingaram a companhia, todos começaram a reclamar do serviço de MERDA da TAM.
A gente só ia pagar a taxa da remarcação (US$100, ou R$174,45). Mais 15min na fila...PRONTO! pagamos e fomos embora! MAAAAAAASSS.................checo a nota fiscal pra mostrar no check in (no dia)..."CADÊ?!"
-AH NÃO! Não acredito que eu vo ter que voltar naquela MERDA de loja pra perguntar a data e hora da viajem!
-Vá direto no balcão perguntar pra moça que te atendeu, não precisa esperar na fila.
Lagaaal! Tive que voltar pro maldito lugar pra moça imprimir outro com horario e data no bilhete. PRONTO! AGORA SIM! "FINALMENTE!!!!"
14:30 - Almoçamos lá no aeroporto mesmo.
14: 50 - Pagamos o estacionamento: R$33,50
16h - Finalmente em casa.

Relatório:

Duração: 7h
Gasto Total: R$357,45.
Conclusão: Aeroporto é um Telemarketing gigante e aovivo, te empurram de um lado pro outro, demoram pra te atender e te dão duas opções: SE MATA ou AGUENTA FIRME!
Dica: Não esqueçam a autorização dos pais pra viajar, planeje TUDO (tudo mesmo) dias antes e não esqueça de NADA!

Agora estou aqui (no Brasil) e não lá (nos EUA), sem mouse no laptop, sem apostila pra estudar pra prova de amanha, puta da vida (com a TAM e com a memória brilhante do meu pai). Perderei 4 dias! Programação mudada totalmente.

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

HAPPY BIRTHDAY!

15 anos são importantes para uma menina, é a transição da criança para a adolescência. Comemorar o ano em que minha vida pode (finalmente) ser simples, por conhecer amigos muito queridos, por viver, rir, chorar, espernear por bobeira, aprender, curtir... claro, sem deixar os problemas de lado. Aprendi que meus Problemas Diários devem ser guardados e ignorados, assim vivo sem dificuldades.
Não pareço me sentir mais velha e sim mais jovem! - não é a toa que sou a caçula da sala - E vejo que viver como jovem é viver adoidadamente. Depois de ver 2012, acho que viver assim é o único jeito de viver a vida! (se é que o mundo acabará em 3 anos, nunca se sabe o que pode acontecer... mas isso é outra discussão)
Ao lado de amigos e famílias, entre alegrias e tristezas, obstáculos e sucessos, as lembranças vou levando comigo. O ano em que fiz 15 anos será uma memória encantadora, agora vou aprender a curtir meus 15 anos...

16/11/2009 - Aniversário de Beatriz Sayuri

Presente: Viagem para Orlando, Flórida, EUA - Dia 28. Disney, here we come!

__________________________________________________

Estou pensando em fazer um Diário em Vídeo enquanto estiver lá, não vou poder ter acesso a internet todos os dias. Então, quando puder, eu publico no blog para compartilhar meus dias americanos. Será um sonho! Me desejem boa viagem e boa sorte para não pegar Gripe Suína...

domingo, 18 de outubro de 2009

Conceito das Almas

-Não é paranormal, você é excelente em prezumir e adivinhar as ações e pensamentos das pessoas. - foi o que ele disse - Foi com esse dom que te levou até aqui.
Sempre desconfiei de mim mesma de que eu pudesse ler mentes ou prever o futuro. Não é verdade. Eu consigo adivinhar as palavras que saem da boca das pessoas ou o que estão pensando - posso dizer que é óbvio demais deduzir o pensamento deles. Suas mentes são abertas e qualquer atitude revela tudo - um simples olhar então...
-Você acha mesmo?
-Sim. Acontece comigo também, mas nunca vi outra pessoa adivinhar tão certamente quanto você.
Começei a analizar sua expressão. Ele deu um sorriso, ele sabia que eu estava tentando descobrir o que ele estava pensando, por isso ele virou a cara.
-Não finja que não sabe que eu estou tentando adivinhar o que você está pensando - brinquei.
-Não precisa se esforçar. -ele olhou no fundo dos meus olhos - Suposições vêm das observações racionais.
-Por que somos tão iguais?
Ele precisou de tempo pra pensar.
-Não sei. Talvez somos tão compatíveis juntos...Tipo, Almas-gêmeas.
Recuei e corei.
-Não se assuste - ele pegou meu braço e se aproximou - Até faz sentido, se você for pensar nesse lado.
Tive que pensar. Deveria ter algum propósito ele ter dito aquilo. Será que ele estava mesmo a fim de mim? Se esse negócio das adivinhações fosse mesmo paranormal, dava pra entender que somos iguais perante as almas. Ter algumas semelhanças todos têm, mas tão complexo como nós, acho que não. Soou estranho para mim, afinal ninguém acredita mais em Alma-Gêmea - o que me fez pensar se essas pessoas nunca amaram na vida.
Ele sorriu. Meu silêncio denunciou que eu estava pensando nisso.
-Você acredita em reencarnações? - perguntei.
-Acredito. Acredito também na hipótese de que, na vida passada, o amor entre essas almas eram tão forte que permanece fixo na Terra, fazendo com que elas voltem.
-E se elas encarnam novamente em um outro corpo, longe da pessoa amada?
-Talvez, elas nunca se encontram novamente. Raramente irão se encontrar, já que, ao amadurecerem, encontram as pessoas mais proximas e possíveis. Se elas acharem a pessoa certa, será obra do destino. Mas aí leva anos e encarnações e gerações até eles se cruzarem novamente.
Está respondido porque as pessoas não encontram o amor. Elas apenas buscam o possível, florecem esse amor e tentam mantê-lo, maioria das vezes fracassam. Mas penso que não basta ser Alma-gêmea pra dar certo naturalmente. Como qualquer amor, há a conquista, amadurecimento, paixão e harmonia. Não importa quem é, ou como, quando, porquê. Que seja bom enquanto durar, que seja ótimo se durar pra sempre.

-O que estamos levando conosco, vamos levar pro além. Não importa se a morte possa nos separar, não importa o que poderá acontecer. Você têm meu coração, quero ele de volta do outro lado.
-Vou tentar te alcançar para devolver.
-Não. Quero que fique com ele pra se lembrar de mim.
-Não - insisto - Quero ir com você.
Ele segurou meus ombros e olhou fixamente para mim, ele estava preparado pra dar essa mensagem:
-Eu posso ter dito uma vez que é difícil nossas almas se encontrarem de novo, mas pensa bem. Um dia nós nos encontraremos de novo, como nos encontramos nessa vida.
-Vou sentir sua falta - meus olhos estavam transbordando de água - Vou sentir saudades do seu amor - gotas começaram manchar meu rosto.
-Um dia a gente vai se encontrar. Não se esqueça disso.
Por mais que eu queira ele por perto por mais de alguns dias, a vida não me permite.'
-Não durou tanto quanto eu esperava.
-Durou sim! - ele exclamou.
-Mas parece que não aproveitei o suficiente.
-Pense em todos os momentos que passamos juntos, todas as lembranças. Nossa história juntos será inesquecível.
-Não quero viver do passado. Me deixe ir com você! - eu insisti.
Ele me fez uma careta e reprimiu.
-A vida é tão injusta - protestei.
Ele me abraçou fracamente, mas meus braços reforçaram. Ele tossiu por causa da força, me afastei em reação. Ele riu.
-Me desculpe se eu te enganei, me perdoe se eu te magoei. - eu não sabia formular um discurso.
-Não peça desculpas. Eu tenho que te agradecer. Por Tudo! Você fez minha vida fazer sentido, e sem seu amor eu não seria nada.
Não sabia o que dizer, não porque ele me calou, mas não encontrava as últimas palavras para lhe dar. Sabia apenas três:
-Eu Te Amo.
-Eu também te amo.
Esperei ali - no silêncio brando do quarto - contava cada segundo, torci para que não haveria um último; pensei o que aconteceria se chegasse a sua hora, torci para que não chegasse; acariciei seu belo rosto, enxerguei seu antigo rosto jovem apaixonado, seu sorriso, pálido, porém iluminava aquele instante, segurei sua mão o tempo todo. Seu olhar estava fraquejando a cada minuto, mas não tirava os meus dos dele, com medo de perdê-lo em minhas memórias. Torci para que aqueles lindos olhos verdes nunca se fechassem.
Mas eles foram se fechando lentamente, seu coração - já batia fraco - foi se apagando.
E no silêncio, eu mergulhei. As bolhas da mágoa flutuavam na minha frente, fiquei sem oxigênio da esperança. Já não sabia mais qual eram as minhas lágrimas. Meus pensamentos diziam que logo me encontrarei com ele, que nada poderia nos separar, que estava alcançando meu amor.

sábado, 3 de outubro de 2009

Escola de Professores

É um negócio novo e desconhecido. O governo está investindo na qualidade de ensino através dos professores. Tem várias "propagandas" que o Ministério joga na mídia pra incentivar você a ser um professor. Joga no Youtube que você vai ver.
Já que a gente vai aprender a ser alguém na vida - e pra isso há alguém especializado nisso para te ensinar, ou seja, um professor - e se você quisesse ser um professor, deveria haver um curso para Professores. Não basta apenas completar os estudos e passar adiante. Deve aprender o PADRÃO da coisa, ou o Brasil não terá futuro.

Seria mais ou menos assim:

Aula 1:


Professor Homes: Olá alunos ou futuros Professores.
Todos: Olá!
(disse apenas 6 alunos na sala)
P.Homes: Vamos começar a aula do princípio. Digo, como se deve começar uma aula. O que eu acabei de fazer é explicar o que vamos fazer no começo da aula diretamente, e não se deve fazer isso, porque, assim ninguém presta atenção no resto da aula e todos os seus alunos começarão a te odiar. Estão prestando atenção?
(3 alunos durmindo na carteira)
Aluno #1: (fofoca) Se ele mal sabe começar uma aula, como ele espera que ele vire um exemplo pra nós?
P.Holmes: Eu ouvi isso! Levante-se!!
(Aluno #1 levanta com vergonha)
P.Holmes: Vamos a próxima lição: Como punir um aluno.
(todos pensam malícia)
P.Holmes: Não é o que vocês estão pensando. Também não deve mandar o aluno pra diretoria, não resolveria nada! Deve usar a criatividade na punição, humilhar ele diante toda a sala e educá-lo ao mesmo tempo. Exemplo. Aluno #1, venha cá.
(Aluno #1 se aproximou, Holmes atirou sua cabeça na carteira e começou a gritar no seu ouvido)
P.Holmes: O SENHOR É UM FANFARRÃO, #1! PEDE PRA SAIR! PEDE PRA SAIR!
Aluno #1: Eu não!
P.Holmes: AH É!?! Então, me fala: Quem foi o presidente do Brasil em 1964?
Aluno #1: Não sei, não, senhor.
P.Holmes: QUEM FOI O PRESIDENTE DO BRASIL EM 1964!?
(todos começam a rir)
P.Holmes: Não me faça usar a vara!
Aluno #1: Vara?!
P.Holmes: SIM! A faxineira não me deixou usar a vassoura. Essa vara - mostrou - é um acessório muito util aos professores. Mais tarde explicaremos isso. Agora, volte para sua carteira e quero que isso NUNCA se repita novamente.
(todos continuam a rir)
P.Holmes: Tomara que tenha aprendido sua lição. Agora lhes ensinarei os módulos de cola dos alunos. Algumas são desconhecidas, mas vocês terão que capturar cada sinal para descobrir qualquer cola! É preciso, anotem isso, percepção, reflexo altamente apurado, óculos escuros..
Aluna #2: Óculos escuros?
P.Holmes: SIM! Assim, ninguém saberá pra onde seus olhos estão encarando, compreende? Vamos aos módulos, anotem:


Padrões:

  • Cola no papel, no celular, nos materias escolares, na carteira, boné, no corpo, na bunda, na bunda do colega, no colega...
  • Copiar a prova do colega, o colega passar cola através de um papel, sussurrando, na carteira, pela bunda, etc.
  • Abrir a apostila ou livro em baixo da carteira
  • Pedir para ir no banheiro - quando na verdade, vão consultar seu caderno ou passar cola pelo celular, ou consultar o caderno enquanto passa cola pelo celular enquanto caga.
  • Código Morse com a caneta ou lápis.
  • Linguagem dos sinais ou Libras - Obs: é preciso aprender essa linguagem.
  • Gravar a cola no MP3 e usar um fone (atrás do capuz, na manga...)
  • Chamar o professor, enquanto o outro lado da sala cola.
  • Finge ter um ataque epilético, " " " " "

P.Holmes: Agora vou lhes ensinar como contrariar a sala. É preciso ser engraçado, zoar com o assunto da aula, sem mudar o sentido. Também é legal falar sobre algumas curiosidades, mesmo se não cair na prova. Se você sempre terminar uma aula com uma piada bem engraçada, todos vão te amar. É praticamente um Stand-up (falar sobre suas experiências, contar estórias engraçadas ou zoar com o cotidiano).

"Teve um aluno, que virou professor de português, fez piada de Português. A piada era muito boa! Ele teria sucesso se não tivesse em Portugal."

Se for preciso, consulte um site de piadas, se jogue nos livros, pratique... Se nada disso der certo, tente contar sobre suas experiências de vida. Se sua vida for sem-graça... SE MATA!

ACABOU A AULA, PESSOAL! Espero vocês na próxima aula.

Aula 2:

P.Holmes: Onde foi todo mundo!?

Aluno #1: Foram embora! Acharam a vida de professor um merda! Eu pesquisei ontem, e eu represento os 10% das pessoas que se interessam no proficionalismo do professor. É por isso que esse país não vai pra frente. Com licença! Vou aprender a dançar Moonwalker e acompanhar todo mundo.

P.S: Michael Jackson tentou ser professor infantil. Estudou pedagogia (Foi daí onde surgiu a pedofilia)

terça-feira, 15 de setembro de 2009

INCOMPREENSÍVEL

Então, parece ser besteira. Ninguém entenderia - apenas você mesmo compreenderia, pois você já entendeu muito bem do que se passa na sua cabeça, do que está sentindo e do que está vivendo.
Tem em mente de que não é nada, essa situação é desprezada por todos - eles achariam besteira - porém você não pode compartilhar esse pequeno sentimento - que está crescendo dentro de você a ponto de querer explodir, mas não pode e não consegue.

Se tenta explicar o motivo, todas as palavras que saem da sua boca voltam contra você, te acusando de qualquer modo, por nada.
Sabe que você está certa, que eles estão errados - mas pra eles você está errada e eles estão certos. Mais de uma opinião leva tua vantagem embora, sem ao menos entender o seu lado - mas, se não entendem o seu lado, como explicar teu ponto de vista?
Tente se disfarçar, mas não consegue. O sentimento que você está segurando (suportando) cresceu e não há mais espaço para guardá-lo. Agora, ele está transbordando pelos seus olhos - você tem que segurá-lo, guardar essa nova angústia, engolir todas as desavenças. Pergunto: Pra que engolir o choro? Simplesmente pelo fato de ninguém entender seu motivo.

Eles querem te alegrar - e você tem noção disso - não querem te ver assim. Tentam te consolar e você, então, percebe que tudo aquilo é besteira. Por isso, você não pode contar;
Porém, você quer liberá-lo, chorar até tirar ele dentro de você.

Já sabia que era besteria, agora que tudo passou, sabe que é pura idiotice. Só você mesmo para considerá-lo algo que te importe, né?

Por que as pessoas não podem ser um pouco mais compreensíveis com você? Nada de errado com elas, mas respeito é uma das melhores soluções para essa hora.

domingo, 6 de setembro de 2009

Festa da Adne

Não era de se esperar que, quando chegaria no local da festa - meia hora antes de começar - encontraria 14 meninas com o mesmo vestido que você. Tudo fazia parte da festa. Pediram para chegarmos às 9, mas ainda estavam fotografando a aniversariante.

23h: Bar abriu. 3 bebidas diferentes, direto. Algumas experimentadas, todas fracas --'

Meia-noite: Se preparando para a apresentação.
-meia hora depois. (meio da apresentação)

Sentindo um desconforto dentro de mim. O corpete não colaborava com o meu conforto. Falta de oxigênio, calor, pele suada e o vento congelando-o. A visão começa a embaçar e o conciente convertendo em inconciente.

Não acreditava que me entreguei à fraquesa, me senti culpada. Havia grande responsabilidade nas minhas mãos, pois havia uma apresentação rolando e a atenção foi voltada a mim. Será que foi tão ruim assim?
O show tem que continuar.

No fundo, eu desmaiando


A mãe da Adne, Fê e Thais vieram me socorrer e a primeira pergunta foi:

-Você bebeu?

Balancei a cabeça. Mas não foi crise de bêbada. P*rra! Só bebi 3 copos fracos!! Quem dá coma alcóolico com 3 copos?!

-Você tá bem?

Eu não conseguia responder, emitir qualquer som.

Senti um líquido refrescante passando pelo meu braço e alguém massageando-o.

-Senta!
Alguém deu água pra eu beber. A cada gole eu conseguia voltar à conciencia. Ainda estava de pé.
Só quase conciente eu vi a cadeira nas minhas costas, sentei nela e o conforto voltou.
-Você consegue voltar? Por que, se não, pode parar! - disse a Fê.

Deu tudo certo no final. Não foi uma dificuldade dançar valsa. Difícil foi aguentar o sapato me machucando. Logo depois veio uma muvuca perguntando, todos preocupados.

Melhor parte da apresentação


-Gente, vamos lá fazer uma homenagem pra Adne. - se a vergonha não tivesse impedido.. Amigos, parentes tomavam posse do microfone para falar o quanto amava ela.
-Foda-se! - eu levantei com raiva - eu vou lá!
A melhor amiga deu um abraço. Talvez, essa seria nossa deixa.
-Vem gente! - gritou Adne para nós.

Foi o maior abraço coletivo que eu já participei.

Depois da abertura da pista de dança.. depois de um pouco de psy..

-Você quer que eu te pegue mais tarde.

-Eu trouxe meu celular. Qualquer coisa eu te ligo. - eu respondi

(...)
-Ah Bia, poderosa! - disse Yulli.
-ERA MEU PAI!!!!


O par a Ariane começou a insistir, insistir, mas ela tentava escapar do seu assédio.
Outra que não conseguia escapar foi a Gabe com o seu par, mas ele não era tão feio assim.
Cheguei a conversar com um menino, par da outra Bia. Nem tão feio, nem tão bonito. Bem legal. Ele tava se conformando que ainda tinha que trabalhar, no CTA. E agente bateu um papo falando sobre o CTA.


No final da festa, assinamos no caderno da Adne. Esperamos nossos pais chegarem..
-Tchau, moça! - disse o par da Gabe.
-Tchau (??) - cara de interrogação. Por que ele daria tchau pra mim? Ele não pode ter confundido. Ou eu não sou japonesa! {piadinhainterna}

Dentro do carro, eu queria arrancar aquele corpete. Se sentar e sentir a saia penicando já era um problema, imagina a falta de ar que senti? Até cheguei a pensar: Não posso dar coma justo agora! Não com o meu pai do lado!

Adivinhem. Cortei meu pé DE NOVO! Dessa vez, os dois dedões. Um era similar da outra vez que cortei.
Motivo: Dançar psy descalço.
Consequência: Dedão cortado em pequenos circulos.

Mais uma semana de chinelo na aula! o/
Segunda é Feriadooooooo!!! \o/

Beijos ;*
FUUUIII!!!

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

No Inspiration

Quando Shakespeare deu uma recaída, sua inspiração voltou? Será que grandes Mestres da Literatura nunca foram aprendizes? Por que sua imortalidade está em um simples livro enquanto o desconhecidos nao merecem nem isso? E por que merecemos batalhar pela vida se acabaremos em baixo de covas?

Te digo porquê.

Por mais que religiões acreditem em Reencarnações, não há ninguém para comprovar essa teoria.

Sonhos são esquecidos, pois o mundo capitalista cega nossos olhos da verdade, da filosofia de viver.

Quando você descobrir o seu sonho, quando conseguir sua vitória, me avise. Nada é mais glorioso que sentir nas veias a tal felicidade merecida, a qual dura a eternidade. Viver no ápice da alegria. É assim que todos gostariam de viver.


E só assim, a vida se tornará um grande valor.


Esse texto não foi baseado em fatos ou experiências. Nem eu sei como criei! Foi fluindo de meus dedos e pensamentos, sem a necessidade de expressar meus desejos, sem muitos detalhes.
Simples assim, o que vida não pode nos oferecer.

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

O Crime (Im)Perfeito

Ao praticar um crime, certifique se não deixou nenhum rastro para trás. A pressa não leva a perfeição. Tente ser o mais discreto possível. Escolha os melhores parceiros para realizar o crime. Elabore um plano infalível e racional, elabore um esquema ou sistema agradável para efetuar, não esqueça de realizar passo por passo. Qualquer erro pode ser prejudicial, e não humano.

Preste bem atenção:

Se o crime é educativo, aprenda do modo certo. Ou acontecerá isso:


Ou você fica de REC em matemática e acaba ficando com um 2,0 na mão.
MORAL: Se é pra colar, aprenda direito! E se deixar algum rastro para trás (como eu), e se o professor responder; Lembre-se: REDONDO É RIR DA VIDA!
P.S: Consequências: Seus amigos te chamam de Burra, Idiota. Melhor do que estar atrás das grades...
beijosmeliga ;*

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Especial: Gripe Suína

Plantão Problemas [Diário] informa:

Devido a crise Suína, a crise financeira entra em greve devido à perda de atenção. E devido também ao esquecimento de que a hipótese da carne suína seja transmissível, porcos estão felizes e passam as férias na Disney. E devido a isso, EUA é um dos países com influenza A.

Lembre-se: (Acho que todos já estão cansados de ouvir isso)

  • Evitar aglomerações - Me pergunto, o que estou fazendo na escola, então?
  • Evitar compartilhar objetos pessoais (copos, talheres, etc) - Um modo para dizer: "Seja egoísta!"
  • Lave as mão regularmente com água e sabão - Seus pais te ensinaram isso desde criança. E você vai aprender só agora...
  • Caso necessário, use máscara - Alertando: Se você for visto com máscara na rua, poderá ser espancado ou sofrer preconceito por pensarem que você está contagiado.
  • Evitar lugares fechados - Isso serve para os fumantes paulistanos e claustrofóbricos também.

Os sintomas da Gripe são.. Quer Saber? Todo mundo já sabe (tosse, dor de cabeça, febre e dores musculares). Ou seja, sintomas de gripe normal. A menos que alguém tenha espirrado na bunda... Nesse caso, hemorróida Suína! {piadinhainterna} Em qualquer caso, procure URGENTE um médico e esteje pronto para enfrentar filas.

Para aqueles desesperados com o sintoma da Gripe: Relaxem! Não se preocupem que vocês Não MORRERÃO!! Seguindo todos os tratamentos, vocês ficarão saudáveis novamente. Se pegar Gripe de novo.. FUDEU!
E para aqueles relaxados: Previnam-se! Relaxados demais tem 70% de chances de pegar a Gripe (ou DST). Ou seja, esteje na média.

Não acreditem quando dizem na televisão: "Não há motivo para pânico. São apenas 120 mortes confirmados no Brasil." <- Tudo explicado. Mas acredite: Se previnindo regularmente, não terá motivo para pânico. Porém, o motivo para se prevenir é o pânico...

Com a chegada do verão e a vacina em Novembro, possivelmente, a Gripe Suína estará "diminuindo", ou quase, ou não.

Pense bem antes de se tornar famoso. Ser contagiado pela gripe está na moda, mas você será apenas mais um número a mais (contagiados confirmados) no Jornal Nacional {piadinhainterna}

Esperamos respostas dos porcos, eles estão fazendo o maior Chiqueiro que a história já viu.


Boa noite.

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Primeiro Dia

Com gripe suína, a escola progrediu. Digo PROGREDIU MEESMOO!! Mudando para melhor, vamos dizer. Minha escola que é uma decadência...

Pra começar, entrou bastante gente nova na sala. Já conhecia algumas, tipo, a Paula. Ela se mudou para de manhã, algemada (risos³).
Professora de História tava bem.. Estranha! Falava bobagens tentando se inturmar com a turma no primeiro dia - ninguém gosta dla, aind mais agora. Tipo, "Estou fortinha, com as férias"; Abria os dedos e batia-os pra mostrar "Choque!!" - como criança, fez de novo, e denovo, novamente, repetidamente..
Meu professor de Matemática contou quando ele foi na estréia do Harry Potter. Tinha um cara (velho) muito chato - tipo, aqueles malas do cinema que ficam comentando durante todo o filme, sabe? - e Rocco, professor, ficou xingando o cara. Dias depois, mesmo filme, um casal, o cara chato... Rocco xingou o ara de Veado, e disse que a mulher tinha pinto. Só ele mesmo pra fazer isso...
Fez até a dança as tetas! Aqui está o vídeo. Hilário!

Como estava dizendo, Progreção. Aquela escola está beem interessante.. Novos monitores gatos!! Um é moreno, jovem, gostoso - ele fica no balcão de informações (onde pega os novos materiais)... Outro tem olhos azuis, porém um nariz estranho.
-Tem uma surpresinha lá em cima - eu disse quando voltava pra sala com o material novo na mão.
As meninas subiam as escadas e gritando:
-É gato?
E quando voltaram:
-OMG!
O moreno veio fazer chamada na nossa sala, se apresentou como Luiz. Bom, agora a gente sabe o nome do cara né? (risosmaliciosos)

As coordeadoras deram um sermão na gente por baunçar a sala e dar prejuísos e blábláblá. Obrigaram nós de catar qualquer sujeira no chão.

Cheguei em casa com dor de cabeça. Pensei que fosse a gripe, mas era só sono. Capotei na cama!
Vou capota mais um pouco. Sério, nao estou muito preocupada com a Gripe Suína, mas também não deixo de me precaver.

Depois venho aqui pra debater isso. E desculpe-me por demorar a postar.

Beijosmeliga ;*

quinta-feira, 30 de julho de 2009

Jogo da Vida: Sem sentido

Ja tive idéias alucinantes, de que minha vida fosse simples e maravilhosa. Percebi que sonhar acordado é muito melhor que sonhar durmindo. Não é aqueles sonhos que aparecem do nada, mas são aqueles que mais precisamos para se sentir bem, nas quais nós controlamos.
Situações que parecem impossíveis, mas ao mesmo tempo interessante...

Arrependimento mata, e é por isso que eu sonho. Para que ações que deveriam ser tomadas pudessem simplificar minha vida - ou apenas na possibilidade. Talvez estava com medo de me arrepender. Bom, agora me arrependi.
Arrependo de não ter agido, de ter medo, de não ter vivido intensamente.
Nem consigo me orgulhar das minhas atitudes, se é que existe qualquer orgulho. Talvez seja minha modéstia me impessa de orgulhar.
Se eu pudesse apenas sonhar acordada para sempre... Se meus "sonhos controlados" fossem reais... Se a vida fosse assim tão simples...

Apesar de ser com controlar sonhos, não posso sentí-los ou vivê-los, apenas sonhar. Como poderei saber se esse sonho é realmente bom? Me faz pensar que não existe o verdadeiro significado da palavra simples. Considerações à parte, mas é humanamente impossível viver de simplicidade. Nem sonhando parece simples! Pois, quando acordo, penso na tese de nunca poder sentir ou viver, estragando toda a magia. Mesmo tentando trazer esse mundo para o verdadeiro.

Desisti de sonhar - no sentido de ter um objetivo - pois quando chego a minha conquista, existe uma espécie de prazo que expira em segundos, desmoronando todas minhas expectativas. Não faz sentido não controlar o mundo, assim como era para acontecer; não posso mudar os fatos alterando todo meu futuro.

Não faz sentido tentar. Para quê? Tentar para poder acabar afogado nas águas do arrependimento, sendo puxado, água abaixo, pela pouca vontade de orgulhar-me modestamente? Voltando à conclusão de que não faz sentido voltar à superfície e tentar novamente.
Assim como não faz sentido morrer (afogado) a essa "altura". Lutando contra meu próprio orgulho, subo até a superfície para respirar o ar da esperança, sentí-lo passando pelos meus pulmões, o oxigênio alimentando meu sangue de energia, fazendo com que meu coração (psíquico) me motive seguir em frente. Mas minha razão diz para nadar até terra firme e esperar as ondas do destrino trazer algo que possa me sustentar, que possa me agradar ou me fazer feliz - olhando elas baterem na areia, indo e vindo... Desperdiçando todo meu tempo.
Continuo dizendo que isso é errado, não posso viver nesse mesmo episódio, indagando qualquer assunto masoquista que vier a mente.

Só não consigo esperar, o que me faz pensar que esperança só chega para quando menos esperamos e não aparece quando queremos sua aparição instantânea.

Logo esse mesmo ciclo é repetido várias, várias vezes - voltando ao princípio: sonhar acordado. Talvez essa é minha única esperança.

Não me importo de sonhar, para depois entender que não faz sentido sonhar. Acredito que sonhos podem se tornar realidade, mas a falta de sentido impede de realizá-lo.

Se viver a realidade não faz sentido, sonho para passar o tempo, até chegar o momento em que ele colaborará comigo. E quando isso acontecer, a vida fará sentido...

Afinal, não faz sentido a vida ser tão cruel a ponto de colocar obstáculos à nossa frente, achando que seremos fortes em enfrentá-los a partir delas...
Não preciso de obstáculos para ser forte, preciso de oportunidades para entender o sentido da vida!
Acredito que estão esperando algum moral nessa minha filosofia, apenas digo: essa é a realidade. Não estou sendo pessimista, apenas sou mais alguém no mundo com uma história para contar.
Logo que o rapaz terminou seu discurso, foi aplaudido por poucas pessoas. Pegou seu chapéu com algumas moedas jogadas pelos apreciadores, sua platéia. Um homem, jogou algumas moedas, se aproximou do rapaz e disse:
-Olá. Sou Nickolas Johnson. Você é Paulo Morathi, certo?
-Sim. - respondeu.
-E você faz esses discursos na rua todos os dias?
-Sim.
-Onde vem todas essas inpirações?
-Livros, experiências, opiniões...
-Está em busca de oportunidades?
-Não acabo de dizer isso?
-Pois lhe darei uma oportunidade. Venha comigo.
To Be Continued...

domingo, 19 de julho de 2009

Jogo da Vida: a revolta do destino

Isso é um trecho, parte de um livro que estou criando. Jogo da Vida

Sinopse: Um grupo de pessoas de países diferentes participam de uma espécie de jogo filosófico, capaz de fazer qualquer um perder a cabeça. Eles passam um mês em uma ilha paradisíaca, desconhecida. Todos estão lá pelo simples motivo: um prêmio de 10 milhões de euros; equivalente o resto de sua vida! A cada semana alguém é eliminado misteriosamente, sem deixar nenhum rastro. Cada dia é uma prova, quem fracassar está a um passo dessa eliminação. Quem ganhar o jogo, descobre toda a trama, todo o mistério por trás dessa ilha, todo o esquema do jogo, descobre o que realmente acontece com os jogadores eliminados e descobre o sentido de viver.

Gostaram? Se gostaram passarei a postar mais.
Agora só estou passando o resumo da vida dos participantes para vocês entenderem que todos precisam de ajuda. (Faça sua parte)

beijosmeliga ;*

P.S: Realmente, não tenho nada para fazer nessas férias. Se eu postar algo do meu dia, o blog não estaria interessante. Acho interessante retribuir esse livro, caso acham interessante.
_____________________________________________

A vida de Rachell Bennett parecia simples demais. Uma moça muito bonita, cabelos ruivos acastanhados, olhos azuis, pessoa alegra, divertida, simpática, com uma bela família e um bom emprego. Apenas isso o que a vida lhe proporcionou como base de sua felicidade. Porém, minutos podem mudar sua vida. O mundo resolveu se revoltar contra ela, sem deixar uma segunda chance à ela.


1994: Rachell acaba de se mudar para a cidade de Londres, à procura de um emprego. Havia largado sua antiga vida para trás. Ela havia brigado com seu namorado, Rick, pois ele traiu ela, com a melhor amiga. Rachell achou que uma nova vida, em uma nova cidade, poderia recomeçar tudo e esquecer seu passado. Ela conseguiu uma vaga no banco.

1998: Uma promoção. Todos seus colegas de trabalho resolvem fazer uma festa para comemorar no bar. Um rapaz bonito, cabelos claros, está a encarando no balcão. Minutos depois, o rapaz veio falar com ela.
-Rachell? - disse ele. - Se lembra de mim? Estudamos junto na sétima série, em Liverpool. Eu sou Josh Sulivan...
-Sim! Eu lembro. Como vai, Josh? Há quanto tempo!
Conversa rolava solta, assuntos mudavam à cada minuto, afinidade florecia. Algo que Rachell nunca chegou a pensar que esse cara poderia ser tão amigável.
-Quer sair desse lugar agitado? Dar uma passeada pela cidade... - propos ele.
-Sim.
Ele lhe mostrou um belo lugar, onde as luzes do luar pudessem ressaltar a beleza dela. Um parque, seu refúgio particular.
-Belo lugar, não? - disse John.
-Sim. Muito belo!
-Belo demais para um beijo?
Ele veio se aproximando vagarosamente, encostou suas mão na sua face, fazendo com que ela olhasse para ele e, então, encostasse seus lábios nos dele.

2001: Josh e Rachell já estavam namorando, morando junto em um pequeno apartamento.
-Josh, preciso falar com você. - disse Rachell.
-Eu também preciso. Você primeiro.
Ele sentou em sua poltrona.
-Eu fiz um teste hoje. - ela prosseguiu, ele continuou calado. Talvez já soubesse qual é o teste.
-Você está... - ele não conseguiu completar a frase.
-Sim - ela completou. Ele entendeu sua indireta.
-Isso é ótimo! - ele exclamou, com total empolgação.
-Não está bravo comigo?
-Por quê estaria? Não é sua culpa. Quer dizer, teoricamente é a minha culpa, mas...
-Você quer ter esse bebê?
-Sim. Quero criar esse bebê com você. Quero passar minha vida ao seu lado...
-O que você quer dizer com isso?
Ele pôs a mão no bolso e retirou uma caixa aveludada.
-O que estou querendo dizer: Quer casar comigo?

2004: Rachell, deitada na cama, observava novamente seu lindo e brilhante anel dourado, com traços finos e delicados de prata nas bordas. Charlie estava assistindo algum programa infantil na tv.
-Adivinha, querida. - disse Josh logo que abriu a porta de seu novo apartamento - Fui promovido!
Rachell nada dizia, então Josh foi até seu quarto, onde ela estava. Agora, estava sentada, esperando por ele.
-Tenho que lhe contar uma coisa...

Um choro de bebê ecoava pelos corredores do hospital.
-Olha, meu amor. Veja como ele é lindo! - Rachell murmurava para Josh, deitada na maca, com uma camisola branca meio rosada.
-Ele é tão pequeno, mamãe. - sussurrava Charlie para que o bebê não acordasse.
-Bem vindo ao mundo, Peyton. - disse Josh.

2007: Gritos, xingamentos, reclamações, duas vozes altas falavam ao mesmo tempo atrás da porta. As crianças estavam grudadas nessa porta, com esperança de que essa briga terminasse.
-Charlie, eles vão parar, não é? - dizia Peyton, com seus olhos transbordando de lágrimas.
-Não sei, Peyton. Não sei.

Advogados, Rachell, Josh reúnidos em uma sala.
-Assine aqui, Sra. Bennet. - disse um dos advogados, apontando para um papel no centro da mesa. - Pronto. Já acabamos esse processo. Vejo vocês no tribunal, a guarda dos filhos.
-Meretíssimo, tenho provas de que Sra. Bennet não é capaz de cuidar de meus filhos - dizia Josh - Aqui está uma foto de Sra. Bennet no parque com as crianças. Veja o detalhe que ela está de costas e distante das crianças. O fato de...
(...)
-Concluo: O pai fica com a guarda dos filhos. - diz o juíz.

Rachell é demitida por suspender seu tempo no trabalho. Ela encontra seu ex, Rick, pelas ruas de Londres, ele começa a mexer com Rachel, mas ela o ignora. Rick faz ameaças. Rachell desmaia.
Ao acordar, ela vê manchas roxas em toda sua pele, sangue caindo sob sua boca, dores nos braços e pernas; ela não consegue se levantar... O som de uma sirene se aproxima, luzes vermelhas piscavam constantemente. Rachell fica inconsciente.

"Não entendo. Eu não fiz nada de errado a eles, por que estão fazendo isso comigo? Sozinha no mundo, novamente. Dessa vez, não há um novo começo. Será que Deus fez essa tragédia comigo para eu aprender algo, para me arrepender ou algo do tipo? O mundo se revoltou contra mim. Não tenho casa, não tenho família, emprego, felicidade e - o mais importante - esperança. Tudo aquilo que eu tinha, foi tirado aos poucos. De quem é a culpa, então? Não há ninguém para julgar. Se está lendo essa carta, quer dizer que eu já morri... "

-Quem é você? - perguntou Rachell.
-Eu sou Nickolas Johnson. Tenho algo para lhe propor.


To be Continued...

quinta-feira, 16 de julho de 2009

Graça da ironia

Ironia faz parte do meu humor. Faço ironia demais, às vezes até faço ironia da ironia, se possível. Acho que vou ter uma overdose de ironia (se possível)..
Uma ex-professora de português minha explicou - algo que eu fazia muito, mas não sabia o nome: Ironia.
Ironicamente, essa professora não gosta de ironia.




Ironico é as pessoas fazerem perguntas tão bobas e óbvias, lógico que minha resposta seria contrária da verdadeira (irônica). Algumas são muito idiotas, que não tem como não ser irônico. Dá uma pena, uma dor, logo penso que a pessoa não tem conhecimento. Exemplo:

Esses dias eu tava devolvendo um filme na locadora. Cheguei no balcão e o funcionário de lá pergunta:
-Vai devolver?
-Não. Esse filme é de outra locadora e vim vendê-la pra essa. Tá afim? 40 contos porque é ilegal.
Ele deu uma risada escandalosa.
-Vamos propor uma troca? Eu te dou essa e eu pego outra. Fechado?
-Fechado - disse ele, brincando também - só que aí você vai ter que pagar pela que você vai pegar.
-Perae. Isso já é roubo! Só pago metade, porque sou estudante!
-----------------------------------------------------------------------
Minha empregada tava contando pra mim ontem:
-Seis horas da manhã, na entrada do CTA - uma espécie de condomínio com seguranças-soldados, tecnicamente falando, CTA é uma base aérea. Os guardas coleta dados pra quem vai entrar para liberarem - um soldado perguntou: "Visitante?". Eu repondi: "Quem vai visitar a uma hora dessas? Ainda pobre visitando rico! Isso não existe, meu filho. Pobre vem pra trabalhar!"
-----------------------------------------------------------------------
Tempos atrás, quando caiu aquele avião (voo 447 - Air France), houve uma bela discussão na nossa sala.
-Deve ter sido os ventos do Oceano Atlântico, pode ter tido uma turbulência forte.. (opinião de nerd)
-Eu ainda acho que a possibilidade dos E.T's terem abduzido o avião está em grande vantagem. (opinião de Steven Spielberg)
Nesse dia, uma colega nossa disse que o Principe do Brasil estava no avião.
Perae. Príncipe? Só se for do Castelo da Pamonha! - Quem viaja pela rodovia Castelo Branco(SP), sabe do que eu estou falando - Desde quando a família real permaneceu aqui no Brasil? Que eu tenha estudado, eles voltaram para Portugal..
-----------------------------------------------------------------------
Gabe, uma vez, estava me contando que a amiga dela explicou corretamente o significado de Socialismo:
-Você sabe o que é socialismo, Amanda?- ela perguntou
-Sim. É quando as pessoas se vestem de roupas sociais.
Juro que, na hora, bateu uma baita pena na cabeça. Era como alguém bater a cabeça na parede e eu sentir que doeu.
-----------------------------------------------------------------------

Obs: Isso tudo é baseado em fatos reais.

Imagina uma conversa (um telefonema) entre duas pessoas totalmente irônicas? Seria mais ou menos assim:

-Oi, George! Tá vivo?
-Não. Tô morto! Estou falando do além. Como você conseguiu o número do céu?
-O número ta registrado no meu cel. Tenho meus contatos com o Diabo também. Sabe o que ele falou pra mim um dia?
-Que você é igual a ele. Seus chifres estão quase alcançando o céu. Deus deve estar pergutando: "O que seria esse aterfato invadindo a minha nuvem?"
-Torturador de c*?
-Não. Armadilha para pés angelicais.
(Silêncio)
-Vamos falar sobre outro assunto. O que você quis dizer com "chifres"?
-O que você acha?
-Acho que estou virando um veado. Poupe-me de piadas de duplo-sentido.
-Eu acho que você deveria procurar um psicólogo. Isso não é normal, meu amigo.
-Por que não seria um médico? Efeitos colaterais podem ser graves.
(Silêncio)
-P*rra! Sua mulher tá te traindo, cara! Se ligou agora?
-Não. Liguei quando você atendeu há alguns minutos atrás. Como assim, minha mulher ta me traindo?
-Não. É o contrário. Você ta surdo, é?
-Não. Ouvi perfeitamente. Com quem, cara?
-Comigo, idiota!
-Sério?
-Não, né? Com o Ricardão.
-O Ricardão da padaria?
-Não. Da Igreja. Existe outro Ricardão?
-Vai que existe? Nesse mundo estranho, pode haver qualquer possibilidade. Bem que ela está saindo muito de casa.. Diz que vai na farmácia, ou até mesmo na padaria.
-Então..
-Como ficou sabendo?
-Peguei os dois no flagra aqui na esquina.
-Sério? P*ta m*rda!
-Não! Isso tudo é mentira, mano! (risos) Te peguei!! hahaha
-P*ta que pariu, cara! Você me matou de susto!! Já tava acreditando em tudo isso.
-Tava zoando, cara! Voce caiu direitinho.
-Acho que ainda tô caindo. O buraco é fuuuundo..
(Silêncio)
-Rapaz, sabia que eu abri um novo negócio?
-Sério? De quê?
-Loja de Coputadores.
-Nossa! Que maneiro! E qual o nome da loja? "Cyberteclar"?
-Ainda não arranjei um nome.
-Como vai ser a propaganda? "Deu pau no seu pc? Então, pare de visitar sites pornos e venha comprar um novo pc aqui."
-Boa! Mas estava pensando em algo como: "Está rolando um novo vírus forte, chamado: Gripe Suína. Não é só os humamos que podem pegar essa doença, seus computadores também. Venha para a Loja tal e compre um pc com anti-vírus da Gripe. Aqui, nenhum porco dá tiut!". Que tal?
-Desse jeito, é mais facil assaltar computadores das pessoas e ameaçar as vítimas a comprar computadores na sua loja.
-Da onde você acha que eu consegui os computadores para vender?

ATENÇÃO: Não dá para confiar em pessoas irônicas.

Desculpe, amigos. Realmente não dá, mas não se preocupem: Existe limite!
Eu não suporto pleonasmo! - outras palavras que tem o mesmo significado que a outra.
Ex:
  • Subir pra cima - Sim, acho que as leis da física não descobriu subir pra baixo.
  • Repetir de novo - Essa eu ouço muito durante as aulas.
  • Reler/reescrever de novo - (Mesma coisa)
  • Fato real - Nunca vi fato fictícia!
  • Encarar de frente - Conselho muito agradável. Encarar de costas deve ser meio confuso, pois sua bunda não serve para isso.
  • Voltar pra trás - Existe voltar para frente?
  • Fim do Final - Pelamordedeus! Fim e pontofinal(.)!!! Esse é para aqueles que gostam de ser detalhoso e explícitos e não sabem contar uma história.

São essas pessoas 'pleonásmicas' que me fazem perder a cabeça e ser totalmente irônica. É pra acabar comigo!
Li uma vez - não sei aonde, não me pergunte - aquelas pérolas do Galvão: "Se entrar é gol". Gênio! - Essas pérolas acabam comigo também.
Ando observando muito as minhas amigas (essa é pra Gabe e Paula) ironicas, intressante é que elas não riem da própria ironia, nas quais nos fazem rir. Isso mostra que a pessoa é foda, então. O nível de humor da pessoa está no topo, enquanto os que caem na risada não conseguem chegar a esse nível (óbvio).

Adoro ironia! Uma das vantagens de adorar comediantes de Stand-Up. Como: Rafinha Bastos, Leandro Hassum, Marcius Melhem, Fernando Caruso, Claudio Torres Gonzaga... Okay. Adoro outros mais, mas esses são irônicos do começo ao fim.


Mesmo sendo sarcástica demais, ironia é a mais pura, inteligente, real liguagem que o ser humano pode fazer. Além de divertir os outros, claro. <- Uma das belas vantagens da ironia. Afinal, Rir é o melhor remédio.

Ironia nada mais é que uma mentira verdadeira.


beijosmeliga ;*


P.S: O mundo seria habitada de idiotas, que não enxergam os erros de sua própria linguagem, se não houvesse ironia.
P.S²: Pior que existem e adimito. (pontofinal)

Pauta para Postit

quarta-feira, 15 de julho de 2009

Rock the world

Existe uma paixão intensa por Rock em mim. O ritmo do coração tenta acompanhar a batida da bateria, o som da guitarra impreciona o meu gosto, e os versos rimados do saber influenciam os meus pensamentos. Rock'n'Roll, baby!

Não é a toa que Elvis é o Rei do Rock. Mistura do Blues e Rhythm, década de 40. Ao decorrer dos anos, o Rock foi alterando, misturando outros tipos de gêneros musicais - não é a toa que tem o gênero Rock Alternativo, o meu favorito.
Não vim falar sobre a grande e explêndida história (toda) do Rock. Vou tentar então falar sobre os Rockers.
O lema dos Rockers é (o mais famoso) Sexo, Drogas e Rock'n'Roll. Sim, realmente. A realidade dos roqueiros seria baseado nisso, mas hoje essa realidade é diferente.
Após o final de carreira da banda Nirvana, nunca surgiu alguma banda que representasse o Rock - mas não o Rock em si. Ideologias Rock são mais realísticas, modernas, convencionais.
Mesmo com toda essa mudança no Rock, sempre será aquele bom Rock'n'Roll, modernizando para o melhor.
Em inglês, Rock também é um verbo. Significa: Arrasar, alcançar o sucesso; balançar; abanar. Rock é o sucesso garantido pelas bandas que estão à busca da sua conquista - provavelmente, o Topo das Paradas.
Não existe coreografia. Aqueles movimentos que você vê - como por exemplo: cabeça balançando, pra cima e pra baixo, conforme o ritmo; ou o 'sinal dos cornos' - também não são coreografias, é apenas a música apoderando do Rocker.

O Rock é um dos maiores gêneros do mundo. Mundialmente falando: Rock é uma linguagem universal, na qual todos são reunidos pela música, independente das fronteiras.
Revolução expancionista - geograficamente falando - através de letras 'inteligentes', não há aquela linguagem esdrúxula e estúpida, versos metafóricas, sem deixar de passar uma mensgem ou uma emoção. Pode haver letras sem sentido, mas o que importa é a música, certo?
O som de todos os instrumentos em perfeita combinação e sincronização, - não estou dizendo uma orquestra, mas pode ser comparado para os apreciadores de música clássica.

Simplificando TUDO: Rock é FODAA!! (Eternamente)

Sugestões de Bandas:

  • Nickelback
  • The Red Jumpsuit Apparatus
  • Hot Chilly Peppers
  • Blink 128
  • Paramore
  • Green Day
  • David Cook
  • Coldplay
  • Avril Lavigne
  • Linkin Park
  • Muse
  • Oasis
  • Onerepublic
  • Simple Plan
  • Fresno
  • Nx Zero
  • Strike
  • Rosa de Saron
  • Banda Cine
  • Banda Restart
  • Agnela
(...)

Sugestões de músicas:
  • Your Guardian Angel - The Red Jumpsuit Apparatus
  • Someday - Nickelback
  • Sem Você - Rosa de Saron
  • Wonderwall - Oasis
  • O Destino - Nx Zero
  • Permanent - David Cook
  • Supermassive Black Hole - Muse
  • Crush Crush Crush - Paramore
  • Violet Hill - Coldplay
  • Numb - Linkin Park

Poderia ficar a tarde inteira sugerindo músicas e bandas. E você? O que sugere?

Rock The World!
Feliz Dia do Rock!


beijosmeliga ;*

terça-feira, 14 de julho de 2009

Memories

Lembro do tempo em que tudo era tão simples; Conhecer era amizade; Todo ato fazia a felicidade; Cada passo levavasse à conquista; Todas as risadas era a consequencia dos atos; A cada dia que se passa era um prazer; Os prazeres tornavam-se realizações; Independente dos obstáculos, das dificuldades, a vida parecia simplesmente linda!
O tempo passava, as dificuldades se acumulavam ao serem ocultados pela mentira, logo veio a verdade - ou poderia dizer: realidade - aos olhos de quem estava precisando. Queria poder mudar o rumo dessa história - para melhor, claro! -, mas vejo que era para acontecer; foi destinado a permanecer assim. E se fosse de um jeito melhor? O meu mundo hoje seria paralelo a esse.


Análize de um fato levasse à várias lembranças, as quais me trouxeram até aqui.
Lembranças é a busca do passado para o presente. Interessante é seu cérebro armazenar essas informações vividas e volta depois de um certo tempo, BRILHANTE! (rsrs) Fotos, vídeos e coisa do gênero só registram um momento, mas só você pode recordar todo o momento.
Lembranças embaraçosas, engraçadas, bonitas, felizes, momentos emocionantes, tristes, irônicas, até as menos valorizadas, importantes, ou as quaisquer; Sem elas, hoje ninguém teria uma história (para contar).
Apagar aquelas lembranças que não te agradam, ou vergonhosas, tristes, não é a solução. Só serve para mostrar que a vida foi perfeita, mas a perfeição não existe. São os fracassos que levam a perfeição, são delas que se aprendem uma lição; Sem qualquer lembrança, somos nada. Afinal, era para acontecer.
Quando trago as lembranças para o presente, o sentimento que sentia na época voltam com elas, ou o sentimento do que acho sobre isso. Nunca será o mesmo sentimento, pois cada um deles dependem de cada lembrança - outro motivo é baseado em determinados fatos que levam ao sentimento.
Recordações podem ser esquecidas (junto) com o tempo, as que marcaram a vida serão eternos, depende das considerações. O melhor modo de conserva-los na memória é lembrar, e muito!

Então, aconselho ter boas (ou quaisquer) lembranças em mente. E lembre-se: Cada um tem uma história (para contar).

beijosmeliga ;*

segunda-feira, 6 de julho de 2009

Finalmente, a tal (desejada) despedida

Esse dia finalmente chegou!
Meus primos foram embora e a casa é só minha! MUAHUAHUASHUASHSUA <- risadadumal! É verdade. Agora a tv é só minha; posso mudar qualquer canal sem permissão das outras pessoas; tenho mais espaço na casa; se pudesse: faria festa todos os dias! Ou melhor, todas as tardes. Minha mãe trabalha até a noite (torça para que meu pai não venha a tarde). Liberdade TOTAL, agora!! UHUUL \o/

Só vim aqui pra dizer isso! kkk
Quando tiver algum compromisso bom, ou algum tema inspirador e/ou interessante, eu posto ok? ;D

beijosmeliga ;*
P.S: DROGA! Não tem como eu postar textos coloridos, caprichados e tals. ='(
Será que há algum tipo de "limite" no Blogger que impessa postar 'do meu jeito' após 'sei-lá-quantos' posts? Õo
Será que só acontece(u) comigo ou com mais algum blogger? Que m*rda!
Parece que estou digitando naqueles blogs de décima-oitava categoria!
Só pra vocês 'sentirem o gostinho' (um print):



Lindo não?!

E na hora de 'negritar' (colocar em negrito)? Aparece o troço esquisito: <(strong)> (sem os parenteses). "Strong"? (Forte) Sei, negrito dá mais destaque e 'peso' na palavra, mas ele vai despencar da tela se eu 'negritar'? Melhor (ou pior): Vai dar tiut se eu 'negritar' o texto todo? Õo
Não quero correr o risco de 'matar' o meu e o seu computaodr.
P.S²: /tenho que consertar essa publicação de quinta categoria!

P.S³: PTZ! Agora que eu percebi que eu tava escrevendo 'Editar Html' (como sou burra!) --'

domingo, 5 de julho de 2009

Rafinha Bastos é SHOW! *--*



Só posso dizer uma cosa: RAFINHA BASTOS É FOODAA!!
Stand-Up Hilário!

Fui hoje o Stand-up dele com o Gabriel; foi muito bom, cara! Cheguei a chorar nas malhores partes!
Algumas eu já tinha visto no Youtube como:

A música

Garçom

Foi pura emoção ver ao vivo esse gaúcho que reclama dos seus 2m de altura. Sou fã já!
É por causa dele que vejo CQC! Okay. Ele fez merchandasing do CQC, seu site, etc.

Se ele for aí na sua cidade, recomendo ir ao show dele: A Arte do Insulto. Vale a pena assistir.

beijos ;*

sexta-feira, 3 de julho de 2009

Selos



Valeu Yasmin pelo(s) (dois) selo(s) ;D

Regras:
1- Exiba a imagem do selo "Olha que blog maneiro".
2- Poste o link do blog que te indicou.

3- Indique 6 blogs de sua preferência.
4- Avise seus indicados.
5- Publique as regras.
6- Confira se os blogs indicados repassaram o selo e as regras.


Indico esse selo para:

Um dia houve .
Baseado em fatos reais
Ellipsis
Unrreal Delirium
The Last Request (de volta pra você, Yasmin ;D rsrs)
Beijo na Boca

-------------------------------------------------------------------------



Regulamento:

O "Playlist" é uma campanha feita, àquelas pessoas que vivem com trilha sonora (ou seja, é pra quem vive, anda, dirige, lê, estuda... com um Ipod / MP3... em todos os momentos). Porque boa vida, assim, como um bom filme (adoro) - tem trilha sonora! Enfim, é pra quem gosta de música!O objetivo é relaxar = gozar a vida com muito prazer!Para participar é fácil. [Tira a roupa e vemcá!]
Copie o selo, publique em seu blog e compartilhe seus gostos musicais, indicando:


01 - A primeira música que lhe veio na cabeça agora!
02 - 1 Música pra curtir com a paquera/namorado[a]/amante/amigos com benefícios...;
03 - 1 Música muito romântica (o que se pode dizer de: "seu tema de amor"
04 - 1 Música pra tirar a roupa = strip-tease (Ah, eu não gosto de striper! Ora faça de conta que sua(eu) melhor amiga(o) te pediu! Vai negar?);
05 - 1 Música para uma boa transa (a transa pode até ser ruim, mas a música ótema);
06 - 1 Música "I WILL SURVIVE" = hino gay!
07 - 1 Música que saiu do lixo / ou pra jogar no lixão;
08 - 1 Música que você ama, mas o DJ insiste em não tocar na balada;
09 - 1 Música da hora (música que está na moda e vc adora!);
10 - A música que você mais gosta em todo mundo! (que exagero)


My Playlist:

1. No Boudaries - Kris Allen
2. Praia - smu
3. Crush - David Archuleta
4. Damn Girl - Justin Timberlake
5. (passo) -----------------
6. Qualquer uma do Jonas Brothers!
7. Qualquer sertanejo, samba, pagode (você escolhe; tirar ou jogar no lixo)
8. Jizz in my Pants - The Lonely Island (!! *)
9. Boom Boom Pow - Black Eyed Peas
10. (Difícil =/) Maioria dos gêneros: Rock, R&B, Dance.

Indico para:

Um dia houve .
Baseado em fatos reais
Ellipsis
Unrreal Delirium

*Esse o DJ insiste em não tocar se souber a Tradução da música(título)

beijosmeliga ;*

quarta-feira, 1 de julho de 2009

Mad Jack

"Festa"/Comemoração do niver da Gabe. Apesar de ter passo 1 semana..
Cheguei primeiro no Mad Jack. O lugar é tão chique que pude sentar num sofá bem confortavel.
Ficamos conversando (Paula, Gabe já haviam chegado). O Povo tava demorando muito!
Thaís chegou, a Fê veio junto. Só faltava a Juh e a Rah.
Falando sobre as piadas do pai da Fê:
Thaís: "Tinha um goiano e um mineiro. O goiano pergunta pro mineiro: 'Você sabe o que significa GO?' a..a.."
Eu: "Sigla."
Thaís: "Isso! Então: O mineiro diz: 'Não'. Ai o goiano responde: 'GOnorante'. Entendeu?"
Todas: "Sim. Continue"
Thaís: "Ai o mineiro pergunta: 'E vcê sab o significado da silga MJ?'"
Fê: "É MG, Thaís!"
Gabe: "MJ de Michael Jackson?!"
(risos)
Thaís: "É que eu confundo G com J. Então: ai o goiano diz: 'Não'. E o mineiro responde: 'Mais Gonorante'"
Todos: "Han..(continue)"
Thaís: "Acabou!"
Esse é o exemplo de contador de piadas. Pior que a piada da Fumiga!
(pra quem não sabe: uma formiga pergunta pra outra: "Qual seu nome?" Ela responde: "Fu. Fumiga. e o seu?"; "Ota. Ota Fumiga" --')
A gente resolveu já entrar logo que a Rah chegou.
Sentamos lá na mesa e ficamos horas olhando os cardápios; o interessanteé que tinha a Sigla do Mad Jack no cardápio (MJ) - insight na piada do goiano e Michael Jackson.
Isso só pra decidir o que iremos beber! Bom, arriscariamos uma bebida alcoolica, mas não sabiamos se eles venderiam pra nós. Nem arriscamos! No máximo que chegamo foi no Redbul! (risos) Os preços das bebidas eram caros! Esse Redbul era 10 e um refri 4,90 (ou 3,90. Eu e Rah ficavamos pergunando por quê dos dois preços no cardápio).
(Juh Chega)
Ficamos horas (também) só pra decidir o que iremos comer. No máximo que chegamos foi na Batata Frita -que por sinal é muito boa! - e queriamos algo coletivo. Tinha uma opção: Baja Skins (batata assada com queijo derretido e bacon, acompanhado com sour cream) - pedimos esse. É bom também. A Fê e a Juh pediram X-Burger - que por sinal é GIGANTE! Equivalente a um prédio de 4 andares (hamburger, queijo, anéis de cebola empanada, alface, tomate..Ops foram 5 andares!). Roubávamos as batatas das meninas e elas ficavam todas nervosas.
(atacando uma e JV:)
-Isso é batata? Posso experimentar?
-Fica bom com sour cream, Thaís? Vou experimentar também.
-Vou experimentar também. [2]
-Hey! A Fê tem mais batatas que a Juh.
-Então, vamos ajudar!
-GENTE!-Fê com raiva! - Peguem o dela também!
-Mas eu tô longe da Juh!
(...)
-Bom, agora a Juh tem mais.
Nossa! Nossas conversas rolavam a solta, mudavamos tanto de assunto que não lembrávamos do assunto principal!

Nós vimos o Vinícius Valverde (o cara do Papo Vangarda - aqui da região - e aquele cara que entrevista as pessoas no Big Brother Brasil). Ele é sócio de lá.

Retrospectiva 2006: Eu, Thaís e Gabe já entrevistamos Vinícius para um trabaho de português (fazer uma revista). O cara fala MUUITO! Imita até o Silvio Santos! Lembro muito bem: "Tem certeza de que vai acabar? Vai acabar (a entrevista)? Vai acabar, vai acabar..Acabou, acabou!"
A Thaís lembrou do fora que ele deu em uma colega nossa. Perguntamos quando ele faz niver e ela se auto-convidou; "nos auto-convidamos" pra falar verdade - e ele disse um "NÃO. Só gente grande vai..".

Sei, ele já entrevistou muitos artistas, mas ele tembém é importante, pois foi já entrevistado (por nós, claro). Como ele não iria lembrar depois de três anos? Mas a vergonha tomou conta de nós. Como iriamos chegar nele? tipo:
-Oi Vinícius! Se lembra da gente? Nós te entrevistamos em 2006 pra nossa revista o colégio. Aliás, tiramos 10 por causa de você - piscadela - Posso tirar uma foto?
Ele estava comendo, se pegasse-o de surpresa e.."Posso tirar uma foto?" (CLICK). Ou poderiamos usar o método do "sem sinal". (pensenissosóagora)

Pagamento: R$120,00 (com os 10%)
-Perae. A gente tem que pagar o cara que canta se gente ao menos nem ouve?! - disse Rah.
-Afinal, ele trabalha!
-Porcaria! (risos)
-Alguém tem ma calculadora - perguntou Paula e Ju tira do bolso seu celular - Calcule ae. 120 dividido por 7.
-17,20-Então o que estamos reclamando? Vamos pedir para dividir e pagar separadamente.
Cegando no caixa, mutuou a gente lá e mais 2 garçons calculando a conta de outra mesa. A mulher tava atentendo os dois (nós e os garçons). Ela foi anotando quem ia pagando.. Ordem: a Juh, Paula, Gabe, eu, Fê e Rah.
-Tá faltando mais uma.
-Comoassim?
-Aqui - ela foi contando no papel que anotava - 6 pagaram.
-Quem nao pagou, sejam sinceros. - pediu Rah.
-Eu paguei. - disseram todas.
-Tanto até que derrubei minha moeda/meu troco no chão. - eu disse.
-Eu fui pegar a moeda da Fê. (ou seja, ela pagou também.) - disse Gabe.
-A Gabe pagou certinho, com trocados e tudo! - disse a Paula.
Todos pagaram com nota de 20 ou 50.
O quê? Agora vamos brincar de "Quem roubou pão na casa do João"? Por favor! A mulher pode ter se atrapalhado na caneta - que emprestou pro colega-garçon.
-Mas eu anotei logo que recebi a caneta de volta! - dizia a moça.
-Verifica o dinheiro que recebeu então! - reclamava Rah - Eu não vou pagar a mais! Eu me recuso!
-Divide 17,20 por 7 - disse Juh.
O gerente veio falar com a gente e decidiu o seguinte:
-Cada um paga 1 real. Tá de bom tamanho?
-Tá bom.
7 reais foram pagos. No final tinhamos que pagar a mais mesmo. [decepção] R$127,00 pro fundo do poço.

Quem não vem mais aqui?

Fomos (caminhando) até o Extra pra poder comprar alguma bebida. A Juh já tava sedenta de sede (sem contar que eu também tava afim)! Gritaria e palhaçadas na rua! Pareciamos bêbadas sem beber! Logo que chegamos, o pai da Gabe já estav lá pra buscar (ela e Paula). O irmão da Thaís tava com raiva porque não tinha como ele já estava no Mad Jack, não tinha como buscá-la no Extra. Achamos mehor voltar pro Mad Jack, sem comprar a bebida.

Conclusão: Mesmo a conversa sendo boa, bebida que a gente gosta não rolou! huashashuas³


beijosmeliga ;*


P.S: Festa na casa da Fê?! DEMOROU! Mas vai te bebida? (kkkkk)

P.P.S: Rah tinha deixado seu casaco com a Thaís. Ela já tinha ido embora quando ela se ligou.

P.P.P.S: O casaco é da mãe dela! ôô

segunda-feira, 29 de junho de 2009

Mundo Virtual

Quando pensamos que o mundo virtual é tudo mentira, isso é mentira. Não digo que há vida nesse mundo, mas nós que damos a vida a ele.

Por exemplo: eu escrevo meu diário nesse blog; não quer dizer estou inventando tudo isso e não faria sentido se eu tivesse mentindo, certo? Tento deixar esse blog o mais interessante possível, logo dou vida a ele.
Assim como (todos) os blogueiros, damos vida aos nosso textos, nos expressamos, inspiramos.. Aquilo que estamos sentindo botamos para fora, sem medo de nos expressar.
Os poetas são diferentes, mas quem lá diz que o poeta inventa seus poemas? Digo melhor: qual poeta finge ter um sentimento para escrever uma poesia? É com ele que possa inspirar-se, ter novas idéias, expressar - a ideia principal da poesia. Palavras que imprecionam os leitores, a verdadeira arma dos poetas. É com ela que eles atiram a bala do imprecionismo no peito dos leitores, cativando seus corações - outra ideia da poesia.
Historiadores inventam cada história! Algumas baseados em fatos reais, outras fictícia; alguns são dissertativos, mostrando (todos) os fatos; alguns narrativos - esses são os de verdadeiro criatividade. Colocam ênfase nas histórias, palavras que possam emocionar o leitor. Usam tantas palavras apenas para mostrar um fato ocorrido e, ao concluir-se, o leitor é capaz de enxergar o final de várias maneiras ou uma ideia padrão do texto. Um começo, um meio e um fim - é isso o que eles proporcionam, o básico das histórias.
Tantos blogueiros como os poetas e os historiadores, existem uma semelhança: Querem mostrar, expressar e escrever. Usam tal criatividade para atrair leitores, (in)dependentemente de sentimentos.
Mas a diferença entre o blogueiro dos historiadores e poetas é: ele pode usar as duas técnicas juntas, fugindo dos padrões das histórias ou poesias; fugindo dos limites; buscamos passar um pouco do nosso mundo para o mundo virtual, onde todos tem acesso.



Fugindo um pouco desse tema. Estamos na Era Digital! A tecnologia não serve apenas para simplificar nossas vidas; sendo boa ou não; não podemos fugir dela!
Alguns (principalmente os de idade) reclamam da Era Digital, usam aquele argumento de que o Homem conseguiu sobreviver (até hoje) sem essa tecnologia; reclamam de algumas técnicas, ois ela 'estraga' o ser humano.
Agora eu reclamo: Por que não controi uma máquina do tempo e me mostre como eles viviam sem a tecnologia? Aproveite para alterar a história do mundo! [entendeu o trocadilho?]


VIVA A ERA DIGITAL!
beijosmeliga ;*

domingo, 28 de junho de 2009

{D}A Hora (d)o Rush

Correndo contra o tempo, tentando alcançá-lo a cada minuto. O relógio do celular em minhas mãos, meus olhos estreitos aos números. O tempo não passava devagar, como minha mente 'pensaria', mas se passava rápido até demais!


Os convites doa festa do CTA são caros para quem é visitante (R$5), como sou servidor (R$3) é mais barato (claro). Fiz o favor de comprar para meus amigos. 5 pra letty, 1 pro Gabriel.
Logo fiquei sabendo que pra entrar no CTA era obrigado a mostrar o convite. Então, marquei com a Letty e o Gabriel de me encontrar no Extra pra poder entregar os convites. Chegando lá a Letty tava querendo mais 2 convites - isso porque eu tinha que comprar mais 2 pa Fê. Bom, não tinha como eu comprar pra ela.
(meia hora na fila): Eles iam fechar as vendas às 4. Chegou minha vez (15:55)! Sorte!!
Tive que ir do outro lado da cidade só pra entregar os convites da Fê, porque ela não podia sair de casa. Eu não tinha troco pra ela e disse que ia devolver depois.
Voltei pra casa e começei a me arrumar - mesmo faltando 2h pra festa - e liguei o msn. Já tinham gente se preocupando com o clima - estava chovendo em algumas regiões da cidade, menos onde eu moro - e, se chovesse, a festa praticamente acabaria! É área aberta, coberto só nas mesas e nas baraquinhas. Não adiantaria muito ficar pisando na lama ;P Seria muito nojento e não valeria a pena! (Estava chovendo..FORTE!)

O pessoal resolveu ir no cinema, eu peguei o papel de chamar o povo, mas praticamente todos deram trela. Então, furou! "Desisto", como disse a Fê. O problema é que eu tava MORRENDO de vontade de sair, de qualquer jeito! Com os amigos, claro. Resolvi convidar o Gabriel.
Já era bem tarde (quase 22h). Resolvemos assistir Anjos & Demônios [16] (continuação de Código da Vinci) - mudariamos de sala por causa da classificação - compramos A Proposta. Mais fila para o meu dia! Fomos conversando sobre a escola, sobre outros filmes, cinemas (de outras cidades), professores (Zullu, Jota)..
(...)Chegando lá, o casal da frente ia assistir A Proposta. Quando a moça indicou a sala do filme.. FUDEU! P*TA QUE PARIU!! Era a sala da frente!
Sem ninguém perceber, entramos na sala do lado (Anjos & Demônios). A moça tava ocupada em atender os clientes, então..
Na sala, tinha alguém me ligando e desliguei o celular. Tava quase lotado e resolvemos pegar qualquer lugar. O ruim do cinema é que é numerado (as poltronas), se pegamos as poltronas de alguém..FERROU-SE!
  1. Um casal tinha que sentar na 9 e 10. Eu tava na 10. Eu só mudei pro 11 e o Gabriel pra 12. Fingi dizer que "Tá escuro! Nem dá pra ver os números!". Pior que não dá pra ver mesmo. Sussurrei pro Gabriel: "Se perguntarem, fale que pegaram nosso lugar também"
  2. Outro casal estavam procurando as poltronas 11 e 12. Já tava pensando: 'OPS!'; eles iterrogaram a gente. Essa foi surpresa(!) e já tinha pensado que era o 'lanterninha'! Disse: "Desculpaê! O nosso (deve ser) é a letra D e não a F. Nem dá pra ver as letras das fileiras!" e o casal simpático: "Tudo bem, nós confundimos lá (em cima) também."

Mudamos e, dessa vez, ninguém nos pertubou. O cara do meu lado era TÃO alto que não sabia onde colocar/enfiar as pernas! Não sabia se colocava no braço da poltrona da frente, se enfiava no chão.. Ficava se mexendo, todo, desconfortável. Comentávamos, de vez em quando, sobre algumas cenas do filme - nem chegamos a falar tão baixo, mas parávamos antes que alguém reclamasse. Comparamos Robert Langdon com o professor Jota! Os dois não tem religião. Tenho certeza que o Jota NÃO TEM RELIGIÃO!! Todos da sala tentam descobrir, mas ele não fala.
As torturas e sangue nem eram tão assustadores assim. Classificação 16 anos uma ova! Mas é muito louco o filme! Demais!! Valeu a pena mudar de sala.
Fiquei com dor de cabeça depois do filme, devia ser o sono ou ficar com a cabeça grudada na poltrona. Tinha uma fila ENORME no caixa de pagamento do estacionamento. Minha mãe já tava lá, me depedi do Gabriel e fui embora. Agora tava MORRENDO de sono! Continuaram me ligar, até às 1 da manhã! Desliguei o celular, continuei a durmir.

Hora do Rush!! Em tempo real
beijosmeliga ;*